Informes Abrace Brasil

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

PROJETO DE LEI DE ADMISSÃO DE TÍTULOS É APROVADO NO MARANHÃO

O deputado César Pires (DEM), líder do Governo na Assembleia Legislativa, destacou, na sessão desta terça-feira (10), a importância da aprovação do projeto de lei de sua autoria - o que aconteceu na mesma sessão - que trata da revalidação de diplomas feitos na América Latina, em particular, e no restante do mundo, para pós-graduação na área do magistério.

 

O parlamentar garantiu que com a medida há possibilidades de ganho reais, tanto dentro das universidades, como nas redes estadual e em muitas redes municipais por conta do plano de cargos e salários e do Estatuto do Magistério.

 

“As pessoas que têm mestrados e doutorados, ou seja, uma pós-graduação stricto sensu, chegam a ganhar entre 25% e 30% a mais do seu salário. Só que tanto a Universidade Estadual do Maranhão quanto a Universidade Federal do Maranhão e o próprio Ceuma, que é paga, apesar de patrocinarem as pós-graduações stricto sensu, em nível de mestrado e doutorado, é muito pequena a oferta em relação a demanda que vem se acumulando gradativamente em todo o Maranhão”, explicou.

 

Por conta disso, César Pires afirmou que a procura por universidades, sobretudo da América Latina, principalmente do Paraguai, aumentou bastante. “Eu confesso que não tinha a exata dimensão da grandeza e do que significavam essas pós-graduações em nível de outros países da América Latina, que não o Brasil, e que hoje são extremamente aceitas pelo mundo”, afirmou.

 

O parlamentar contou que puxou uma audiência pública sobre o assunto. “Fiz uma audiência pública no passado e pude ver a grandeza desses cursos com testemunhos vivos de profissionais com doutoramento que receberam o diploma, mas que as organizações maranhenses não têm como válidos. Alguns estados da federação, compreendendo essa necessidade, já têm projetos, leis e já começam a ingressar nos seus quadros melhorando os indicadores de cérebros qualificados naqueles estados”, revelou.

 

De acordo com o parlamentar, “no Maranhão, há muitos cérebros qualificados, mas sem ter o direito de receber por aquela diplomação, porque muitos cursos são à distância, não são presenciais, mas começa em função dessa não aceitação, a se exaurir as possibilidades e a definhar as forças dessas pessoas de poderem procurar fazer pós-graduação em nível de stricto sensu”.

Visualizar Impressão
comentarios

ABRACE BRASIL - Consultoria e Assessoria Universitária

"Compromisso com a Educação"

Av. Liberdade, 3010 - Centro
(69) 3322-7311 / (69) 9902-2669
CEP 76980-000 - Vilhena - RO
Emails: rcc@abracebrasil.com | abracercc@hotmail.com