Informes Abrace Brasil

terça-feira, 11 de janeiro de 2011 Marilussi Tragancin Cenatti

AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM E APRENDIZADO DA LEITURA por Marilussi Tragancin Cenatti

AQUISIÇÃO DA LINGUAGEM E APRENDIZADO DA LEITURA[1]

 

Marilussi Tragancin Cenatti[2]

marilussitc@yahoo.com.br

 

 

 JUSTIFICATIVA:

 

A leitura é a prática cultural mais diretamente ligada à escolaridade. A escola representa um enorme diferencial para quem consegue permanecer nela mais tempo, tanto na capacidade quanto na prática da leitura.

            Vivendo em grupos pequenos, comunidade de interior é comum ouvir dizer que não há interesse pela leitura.

            O que é certo dizer é que essas pessoas têm um nível rudimentar de leitura e por isso fazem um uso muito restrito dessa capacidade no dia a dia, considerando as possibilidades abertas pela sociedade.

            Todos sabem que com o ato de ler desenvolvemos nossa capacidade de raciocínio, nossas habilidades com relação às palavras e melhoramos nossa condição para a escrita, então como inferir para minimizar os analfabetos funcionais, pessoas que apesar de terem freqüentado a escola não podem utilizar de forma autônoma a leitura e a escrita nas relações sociais ordinárias. Segundo Cezar Coll, é preciso despertar o objetivo de ler para aprender e interpretar autonomamente textos escritos como um instrumento necessário para atingir um desenvolvimento pleno no contexto de uma sociedade letrada.

            Se as estratégias de leitura são procedimentos e os procedimentos são conteúdos de ensino, então é preciso ensinar estratégias para a compreensão dos textos. Estas não amadurecem nem emergem, nem aparecem. Consideram-se ou não se ensinam

            A ideia ou as ideias construídas pelo leitor dependem em grande parte dos seus objetivos de leitura, dos seus conhecimentos prévios e daquilo que o processo de leitura em si lhe oferece com relação aos primeiros.

 

 

OBJETIVO GERAL

 

 “Mapear a aquisição da linguagem, os níveis de letramento e a capacidade do uso da leitura e a escrita para se inserir com autonomia na sociedade, usando-a como ferramenta de trabalho, aprendizagem, diversão e desenvolvimento cultural”.

 

 

 OBEJTIVOS ESPECÍFICOS

 

 Conhecer a cultura local;

Identificar os gêneros textuais mais lidos;

Determinar a função social da leitura.

 

 

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

 

             Nosso projeto de ser se dá como tempo e linguagem. A linguagem é o tempo maduro para a manifestação do que somos.

            Ler é uma forma de viajar no tempo e no espaço. Quantos mundos, quantos personagens, quantas culturas nos são apresentados através da leitura? Nas últimas décadas para uma parcela da população a leitura – como instância de lazer e prazer – foi abolida, suprimida.

            “Aprender a ler não é muito diferente de aprender outros procedimentos ou conceitos. Exige que a criança possa dar sentido àquilo que se pede que ele faça, que disponha de instrumentos cognitivos para fazê-lo e que tenha ao seu alcance a ajuda insubstituível do seu professor que pode transformar em um desafio apaixonante o que para muitos é um caminho duro e cheio de obstáculos”. (Solé)

            Numa sociedade de consumo de informações, conhecimentos, produtos, falas e vivências, manter a escuta silenciosa e paciente desse apelo é muito difícil. Contudo, esse é o nosso grande desafio.

Diversidade de textos, de estratégias, objetivos de leitura são necessários para formação do leitor. É preciso conciliar tudo isso ao prazer, à liberdade do indivíduo fazer suas escolhas de leitura.

            “Ninguém tem que ser obrigado a ler nada. Ler é um direito de cada cidadão, não um dever”, diz Ana Maria Machado.

            Monteiro Lobato dizia que obrigar alguém a ler um livro, mesmo que seja pelas melhores razões do mundo, só serve para vacinar o sujeito para sempre contra a leitura.

            Necessitamos que algumas concepções sobre o aprendizado da leitura sejam superadas, sendo que a principal é a de que ler é somente decodificar, converter letras em sons, sendo a compreensão consequência natural dessa ação.

            “Se as estratégias de leitura são procedimentos e os procedimentos são conteúdos de ensino, então é preciso ensinar estratégias para a compreensão dos textos. Estas não amadurecem, nem se desenvolvem, nem emergem, nem aparecem. Ensinam-se ou não se ensinam – e se aprendem – ou não se aprendem”. (Solé)

 

 

HIPOTESES

 

             Ler pra quê?De qual leitura estamos falando? Que fatores são prioritários para o desenvolvimento da capacidade de aprender? O que depende de quem? Que papel a família desempenha no desenvolvimento da capacidade de aprender?

            Porém, como começar?Lendo. O que ler? Para isso é necessário distinguir o que é mera informação descartável, o que é conhecimento importante. Como escolher? E o que é realmente fundamental?

            Cabe à escola trabalhar a leitura em todos os sentidos, mas cabe também às famílias dar início a esse processo. Será que a escola também precisa incentivar e orientar os pais sobre a necessidade da leitura desde bem cedo?

            Somos todos leitores? Que livro cada um está lendo? É possível ler na escola?

 

 

 

METODOLOGIA

 

            Será feita através de levantamento bibliográfico; pesquisa descritiva; compilação de dados sobre a leitura, aprendizagem interativa apresentada em estudos, seminários, congressos e projetos realizados nesta área.

 



[1]Artigo apresentado a ABRACE BRASIL – Instituto de Educação como parte do processo seletivo para o Curso de Mestrado em Ciências da Educação na Universidad San Carlos – Campus de Ciudad Del Este/PY.

[2]Mestranda em Ciências da Educação, Especialista em Língua Portuguesa, Especialista em Gestão Escolar, Licenciada em Letras e Professora na Escola E. B. Heriberto Hulse, Ibiam,SC/Brasil.

fonte: ABRACE BRASIL - Instituto de Educação Visualizar Impressão
comentarios

ABRACE BRASIL - Consultoria e Assessoria Universitária

"Compromisso com a Educação"

Av. Liberdade, 3010 - Centro
(69) 3322-7311 / (69) 9902-2669
CEP 76980-000 - Vilhena - RO
Emails: rcc@abracebrasil.com | abracercc@hotmail.com